Para realizar uma recuperação de acordo não basta só o atendimento médico, mas é imprescindível o atendimento psicológico para dependentes químicos. Por ser considerada uma doença relacionada aos transtornos da mente é de extrema importância que um dos pilares da recuperação seja o apoio psicológico.

Atualmente vivemos em um mundo que exige cada vez mais de nós, um ambiente de extrema concorrência em que só se encontram as pessoas que estão mais bem preparadas para o mercado de trabalho. Produzir mais e com altas taxas de performance aliado a eficácia e eficiência são praticamente a base de tudo hoje em dia.

Entretanto, apesar de vivermos na era tecnológica, estamos cada vez mais nos distanciando dos laços entre nós mesmos. Somos cada vez mais aptos a solucionar problemas difíceis, entretanto temos cada vez mais dificuldades de lidarmos com nós mesmos e com nossos sentimentos.

Tecnologicamente e financeiramente escravizados, e em alguns casos com rotinas de trabalho cada vez maiores, temos cada vez menos tempo para nós mesmos e infelizmente nem sempre consegue-se aliviar as tensões de forma produtivas. Uns se reúnem com os amigos para comer pizza, outros saem praticar esportes, alguns vão ao clube e outros se afundam em álcool e drogas.

Quem nos dera se essas duas últimas práticas não fossem exercidas, seria ótimo para a nossa sociedade. Entretanto, como citado anteriormente, com essa máxima eficiência e eficácia no trabalho, retiramos até a última gota de suor de nós e deixamos o nosso cérebro com uma exaustão jamais compreendida.

Através disso, em nossa sociedade moderna, os estudos de décadas passadas conseguiram avaliar o boom no consumo de substâncias psicoativas, independente de licitude. Tabaco, álcool, remédios e por fim as drogas, sintéticas ou naturais, tornam as vidas das pessoas aparentemente mais leves, mas em contrapartida, um inferno.

Porque é importante o atendimento psicológico?

Síndrome do pânico, estresse agudo, ansiedade, depressão e até mesmo a dependência química em substâncias psicoativas podem aparecer em pessoas que passam dos limites do próprio corpo e mente. Por isso é importante o atendimento psicológico para dependentes químicos e pessoas que possuem outros transtornos mentais.

Quando o seu corpo tem algum problema, seja uma febre por exemplo, você toma uma medicação para abaixar a temperatura e amenizar aquela sensação de desconforto que a febre proporciona. Mas o anti-febril apenas tira a febre mas não resolve o problema, normalmente vai-se a um médico para poder entender o que está causando a febre e tratar realmente a doença.

Com os transtornos mentais é a mesma coisa. Se tomam medicamentos que sanam os sintomas como ansiedade e depressão, mas não se consegue resolver o problema de uma vez por todas. Ainda mais quando se trata de doenças mentais, o tratamento envolve um conjunto de esforços como o tratamento medicamentoso e o atendimento psicológico para dependentes químicos e pessoas que possuem comorbidades graves.

Focar no atendimento psicológico é importante para entender as causas dos problemas. Entender os gatilhos que movem processos de ansiedade e que geram atitudes que não são adequadas ou boas para si mesmo. Além do mais, trabalhar o pensamento é importante para prever situações desconfortáveis e que geram mal estar contínuo, voltando a disparar gatilhos.

Centro de Atenção Psicossocial

Os CAPS são braços do nosso sistema único de saúde (SUS), e tem como principal objetivo instruir e cuidar da área da saúde mental dos brasileiros. Eles ajudam muito no processo de informação e direcionamento de pacientes para tratamento de doenças mentais como bipolaridade, síndrome do pânico, depressão aguda, esquizofrenia e dependência química.

Direcionam pacientes para médicos e psicólogos credenciados ao SUS e que realizam atendimento na rede pública de saúde. Concomitantemente ajudam no suporte e apoio à famílias que possuem laços com usuários de drogas. Fornecendo o atendimento medicamentoso através de psiquiatras, e atendimento psicológico à dependentes químicos por meio de psicólogos.

Porque um psicólogo é importante

Como a psicologia é a ciência que estuda o comportamento das pessoas, individualmente ou coletivamente. O psicólogo é a pessoa que faz esse estudo, análise e prática de atividades que estimulem esses comportamentos pró-ativos. Além do mais, ele é responsável por dar aquele impulso na melhora da qualidade de vida através de uma boa saúde mental.

Posto isso, quanto mais jovem realizar a prática da terapia ou análise, mais fácil fica treinar a mente para sanar certas sensações desconfortáveis evitando comportamentos autodestrutivos. Ao mesmo tempo, pessoas que nunca tiveram contato com um profissional do ramo, mesmo em meia idade e na velhice, tiveram resultados impressionantes ao começarem uma terapia.

Pessoas idosas que sofrem com a perda do companheiro, tendem a desenvolver comportamentos obsessivos e compulsivos com relação à algo, abandonarem a si próprias para viver o luto patológico. Ou seja, a doença se sobressai em relação a vivência. E o psicólogo, atua nesta área.

No caso da dependência química, o indivíduo tem um apego tão grande na substância que sequer consegue passar o dia sem pensar, manipular ou criar meios para adquirir a mesma. O processo de reincidir no uso da substância é uma procura constante dos usuários de narcóticos.

Tipos de terapia para dependentes químicos.

As terapias para pessoas que são usuárias adictas de qualquer substâncias psicoativas podem variar muito. Mas nós do AcheAqui Clínicas juntamente com as Clínicas Restituindo Sonhos vamos deixar um conjunto de dicas para você que nunca praticou a psicoterapia começar a praticar e se cuidar.

  1. Procure informação
    Sempre busque informação. A ignorância leva a atitudes ruins, ou pior, atitudes que são péssimas mas que acredita serem benéficas, por isso busque informação para não cair na ignorância.

  2. Procure atendimento médico
    O atendimento médico é importante para saber se está no caminho certo. Às vezes um médico pode o encaminhar para um outro profissional mais especializado e que lhe ajudará a resolver o seu problema

  3. Procure um psicólogo que lhe agrade
    Existem vários psicólogos (homens e mulheres) então procure um que você acha mais amigável e que você vá conseguir se abrir mais.

  4. Grupos de Apoio também podem ajudar
    Narcóticos anônimos e Alcoólicos Anônimos são grupos de apoio com altas taxas de recuperação individual e em grupo, buscar uma reunião é o primeiro passo.

  5. Reuniões e Intervenções familiares também são bem vindas
    Falar com a família é importante e expor os problemas é importante para que todos estejam cientes. Sendo assim, você pode ter outras perspectivas do processo de recuperação.

Deixe seu comentário