Categorias: Depedência Química

Tratamento da Dependência Química

5 de 5 (3 Votos)

Realizar o tratamento para a dependência química não é algo fácil e que se consegue resultados a curto prazo como muitas pessoas acreditam. Romantizar a instituição de maneira a esperar resultados eficazes e imediatos é um ato de extrema ignorância para com a doença do comportamento adictivo aliado ao consumo de substâncias químicas. As clínicas de recuperação existem e são instituições que realizam um trabalho que muitas das famílias não conhecem, que é o extremo cuidado do paciente.

A doença da adicção é traiçoeira, evolutiva e potencialmente fatal. Quando alguém experimenta certa substância e desenvolve um apego a mesma, parar de usar é algo que não se pensa de início. A doença é traiçoeira porque o usuário não consegue perceber os problemas que a mesma traz para consigo. Ainda mais se o indivíduo é um usuário esporádico, menos ainda que vai perceber os malefícios, já que acredita que possui o controle.

Evolutivo porque depois da primeira dose, ao longo do processo de apego a substância, as doses começam a aumentar silenciosamente. Ou seja, sem ao menos perceber que está acorrentado à substância, o usuário começa a consumir doses maiores e que tenham a mesma potência de quando utilizaram pela primeira vez. E é justamente aí que aparece a fatalidade da dependência química. Os usuários ferozes, que são aqueles que necessitam de um apoio externo para cessar uso, tendem a ter comportamentos de usarem mais e não conseguem sair do ciclo de uso químico.

O que pode por consequência acarretar em períodos de overdose. O organismo literalmente trava, e o corpo tem tanto da substância que sequer consegue processar tudo de uma vez e que como complicação tem um colapso e, se não houver socorro imediato, é fatal.

Sendo assim, o Ache Aqui Clínicas conjuntamente com as Clínicas Restituindo Sonhos e Ache Clínicas de Recuperação vem através desta matéria informativa trazer a importância do tratamento da dependência química, independentemente das fases de uso. Se a pessoa perceber que está se tornando um dependente químico ou se precisar de ajuda para largar as substâncias, procurar uma instituição não é vergonha. Justamente é o contrário, é um feito e um passo muito grande, pois o usuário admite que necessita de um cuidado médico e que sozinho não se pode vencer a adicção. Como a própria oração de Narcóticos Anônimos cita, admitir é o primeiro passo.

Um comportamento Autodestrutivo

O comportamento de provocar dano físico a si mesmo costuma causar estranheza porque contradiz o chamado instinto da busca pela sobrevivência, evitação da dor e preservação da vida.”
(Fonte: Scielo.com – Funções neuropsicológicas associadas a condutas autolesivas: revisão integrativa de literatura – Por Renata Lopes ArcoverdeI; Lara Sá Leitão de Castro SoaresII – Site:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722012000200011>)

Quando pessoas que não conhecem a dependência química apontam um usuário, é um processo que apesar de doloroso, é natural. As pessoas não conseguem entender que a pessoa passa a sentir tanto desejo, fissura e vontade da substância, que passa a colocar nela toda a sua vida. Olhar para rua e ver pessoas que estão naquela situação, não é fácil, mas muitas – não generalizando – das pessoas em condições de rua, são usuários de drogas.

Como dependente químico em recuperação atualmente e autor deste texto, posso afirmar veementemente o quanto é difícil para as pessoas que estão por fora visualizar que nós, usuários de substancias e adictos, sofremos muito com as garras da adicção. “Mas filho, como pode, você emprestar dez mil reais no caixa eletrônico e dar na mão do traficante, você é louco? – escutei isso do meu pai e ainda, mesmo sóbrio, ele me lembra desse acontecimento até hoje.

Mas sim, isso acontece e muito! Nosso organismo se acostuma com a substância de tal forma que ela acaba por nos dominar. Ela domina nosso cérebro de tal maneira que sequer nos deixa pensar em como parar de pensar nela. O impulso de usar e conseguir mais e mais é o que o nosso cérebro quer, mas infelizmente o que o cérebro quer não é o que o organismo suporta, e nós ficamos à mercê de problemas futuros.

Curiosidades sobre as Drogas

Existem diferentes drogas atualmente no mercado, e a pandemia veio nos mostrar que pessoas que estavam em recuperação voltaram ao uso, outras que estavam sóbrias do álcool, se renderam ao vício e que o isolamento é base para transformar muitos que estavam em recuperação, à prática de velhos hábitos de consumo. “Graças a Deus, eu ainda estou limpo” – penso eu diariamente.

Existem drogas lícitas e drogas ilícitas. As drogas lícitas são as que podem ser comercializadas como o cigarro, as bebidas alcoólicas e medicamentos. Já as drogas ilícitas são aquelas que têm a sua venda proibida, como a maconha, crack, cocaína, ecstasy.

Os principais tipos de drogas são:

  • Drogas naturais: como a maconha que é feita da planta cannabis sativa, e o ópio que tem origem nas flores da papoula;
  • Drogas sintéticas: que são produzidas de forma artificial em laboratórios, como o ecstasy e o LSD;
  • Drogas semissintéticas: como heroína, cocaína e crack, por exemplo.

Além disso, as drogas ainda podem ser classificadas como sendo depressoras, estimulantes ou perturbadoras do sistema nervoso.”
(Fonte: Tua Saúde – Tipos, efeitos e consequências das drogas para Saúde – Por Dra.ª Clarisse Bezerra – Site: <https://www.tuasaude.com/efeitos-das-drogas/>)

Tratamento em Clínicas de Recuperação

Antes de falar um pouco das clínicas de recuperação e o tratamento da dependência química, espero que nossos leitores entendam que conclusão desta matéria vem de uma pessoa que está em recuperação e que passou pelo processo de internação, então existe uma conclusão realizada com base em vivência.

Por fim, o tratamento da dependência química em clínicas de recuperação é um tratamento de resgate. Quando fala-se resgate, não é apenas o resgate da pessoa na “biqueira” ou na residência, mas sim do resgate da personalidade da pessoa antes do processo de se instaurar a doença da adicção. A pessoa leva um tempo até se tornar adicta, e antes desse processo existia uma vida limpa e sem drogas. Então como resgatar isso?

Esse cuidado e assistencialismo que nós das Clínicas Restituindo Sonhos, Ache Aqui Clínicas e Ache Clínicas de Recuperação realizamos. Nós realizamos um tratamento de entendimento e conscientização da doença, do tratamento efetivo com base em psicólogos que nos auxiliam, no apoio à família e no acolhimento ao usuário. Acreditamos no princípio de mais valia e ganha-ganha. Todos saem ganhando com nossos tratamentos, desde o usuário quanto a família.

Deixe seu comentário
Renan Regulo Ré

“Não somos responsáveis pela nossa doença, mas somos responsáveis pela nossa recuperação”

Recent Posts

Quais os sintomas de dependência aparentes na boca e como tratá-los

A perda dos dentes é um dos sintomas da dependência na boca e que precisam…

5 dias atrás

Os efeitos das drogas na saúde bucal

O vício em drogas, por exemplo, é um dos mais simbólicos e marcantes, podendo haver…

5 dias atrás

Cigarro e saúde bucal: quais são as consequências do vício

Existe uma série de malefícios na relação entre o cigarro e saúde bucal, que vão…

5 dias atrás